Ao ataque!




Os animais mais ameaçadores da natureza

Tubarão (1975) de Steven Spielberg com sua trilha sonora marcante e terrível consolidou em nossa cabeça um dos maiores temores do homem moderno: o ataque de bichos selvagens. Selecionamos alguns animais que desejamos nunca ter contato, pois esse encontro pode representar aqueles últimos minutos com vida.


Tubarões
Em julho de 2015, na etapa de Jeffreys Bay (África do Sul), do Circuito Mundial de Surfe, o australiano Mick Fanning foi surpreendido por um tubarão. Por instinto reagiu chutando-o - e pode ter sido isso que salvou sua vida. É que os tubarões não são assassinos devoradores de carne humana; na verdade, são exigentes com sua dieta e preferem peixes, tartarugas e leões-marinhos. Eles atacam humanos porque confundem com suas presas e, se percebem depois da primeira investida (como quando Fanning chutou o bicho), desistem. Mas atacam de sopetão e uma simples mordida pode ferir qualquer um fatalmente.

Cobras
 Os dados não mentem: a OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que as mortes por picada de cobre estão na faixa dos 100 mil casos por ano. No Brasil, a surucucu, a jararaca e a cascavel estão entre as piores venenosas: no geral, dão o bote e seus veneno cai na corrente sanguínea, causando um colapso que pode ter consequências fatais. O Curioso é que a anaconda, também conhecida como sucuri, não é peçonhenta, e sim, constritora: se enrolam em torno do corpo das vítimas, esmagando-as até sia respiração parar: Depois, são capaz de engoli-las inteiras.


Felinos
 O caso chocante de um garoto morto por um tigre o entrar em sua jaula, em setembro de 2014 na índia, evidenciou que tigres e leões são, sim, animais a serem temidos.Eles têm um agravante complicado: são do tipo que atacam por trás, o peso deles já é capaz de derrotar um homem; caso isso não garanta, eles aplicam dentadas ou utilizam suas garras afiadíssimas. O pior é que, nesse caso, fugir não é bem a alternativa, já que os leões, por exemplo, podem alcançar 80 km/h, além de caçarem em grupos.


Crocodilos

 A aparência intimidadora e gigantesca do crocodilo só não é pior que a própria estratégia que eles aplicam contra suas vítimas. Além de utilizarem seus dentões para rasgar a presa em pedaços menores e poder comer com mais tranquilidade, eles fazem uso do terrível ''giro da morte''. Nele, o bicho arrasta o corpo da vítima até a água, girando-o completamente e quebrando todos os membros nesse processo.

 Água-viva
Milhares de espécies de medusas ou águas-vivas já foram catalogadas. Não se trata exatamente de um ataque, mas, ao trombarem com alguma coisa, como um banhista de boa na praia, por exemplo, reagem.
 Seus tentáculos liberam uma toxina que causa irritação, vermelhidão e inchaço. Porém, algumas espécies mais assustadoras liberam toxinas tão eficazes que causam em questão de minutos uma parada cardiorrespiratória que pode levar ao óbito! Por sorte, espécies assim não existem no Brasil - é a Austrália que sofre mais com elas.

0 comentários: