Cliques de dar Medo





Selecionamos imagens que vão fazer você sentir aquele geladinho na espinha e pensar duas vezes antes de apagar a luz!
A caixa Dibbuk
Diz a tradição judaica que esse pequeno armário para vinhos abriga um espírito inquieto capaz de ganhar vida e assombrar o mundo por aí. Porém, o objeto ganhou mais destaque quando um Dibbuk foi colocado á venda no eBay, acompanhado de uma historia macabra. Um homem adquiriu o tal Dibbuk em um leilão realizado para vender os pertences de uma mulher que sobreviveu  em um campo de concentração nazista. Ele foi informado pela neta dela que o armário nunca deveria ser aberto e o levou embora, colocando em sua loja, A partir de então, coisas terríveis começaram a acontecer, e o homem tentou dar o Dibbuk de presente de todas as formas. Depois de várias tentativas e com as coisas á sua volta piorando cada vez mais, ele resolveu procurar mais sobre a verdadeira história do objeto e, com muito medo, resolveu vendê-lo. O pequeno armário de vinhos foi adquirido por Jason Haxon, um curador de um museu médico em Missouri, nos Estados Unidos, e mais tarde escreveu um livro detalhando os mistérios sobre a tal caixa, que também inspirou o filme Possessão (2012). 



Vestido de Noiva
 Em 1849, Anna Baker, uma garota rica, se apaixonou por um trabalho pobre. Seu pai, então, recusou-se a deixar que os dois se casassem, banindo o rapaz da cidade e condenando Anna a uma vida celibatária. Antes de Elis Baker fazer co, que eles se afastassem, a jovem já havia escolhido um vestido de noiva. Porém, como o casamento não aconteceu, uma mulher rica, membro de outra familía local, acabou usando o vestido ao contrário, fazendo piadas o tempo todo. Mais tarde, a casa dos Baker virou um museu e o vestido foi guardado no antigo quarto de Anna. Até hoje ainda é possível ver a peça se movendo sozinha mesmo que os investigadores não consigam explicar o por quê.




Resultado de imagem para Cadeira do Mal Thomas busby




Cadeira do Mal
Era 1702, o assassino Thomas Busby, condenado e prestes a ser enforcado por seus crimes, fez um último pedido: ter uma última refeição servida em seu pub favorito, na cidade de Thirsk, na Inglaterra. Ao terminar sua refeição, levantou e disse a seguinte frase: ''morte repentina a quem ousar sentar em minha cadeira''. Desde então, a cadeira permaneceu no pub durante séculos e muitos foram desafiados a se sentar ali. Um piloto bateu o avião depois de testar a maldição, um pedreiro caiu em um buraco após fazer o mesmo e uma senhora, que acabou sentando na cadeira sem querer, após tropeçar, morreu com um tumor cerebral. Tempos depois, o proprietário do pub acabou doando a cadeira para um museu local, que a exibe amarrada a cinco metros do chão, assim, ninguém corre o risco, né?

Resultado de imagem para A bruxa do beliche
A bruxa do Beliche
 A tal cama foi adquirida pelo casal Allan e Debby Tallman em uma loja de móveis usados. Inicialmente, o item ficou um tempo no porão, mas, ao ser instalado no quarto de suas filhas, coisas estranhas começaram a acontecer. Além de as meninas ficarem doentes, começaram a ver uma bruxa que as atormentava o tempo todo. Os pais chegaram a pedir ajuda a um pastor, mas de nada adiantava. Certo dia, Allan ouviu uma voz o chamando assim que chegou em casa e foi seguindo o som, sendo levado ao porão. Lá, encontrou o chão pegando fogo! Depois desse e de outros acontecimentos do além, o casal colocou fogo no beliche, e tudo indica que os problemas acabaram.
Resultado de imagem para Anel de Rudolph Valentino
 Anel de Rudolph Valentino 
 O Ator Rudolph Valentino resolveu comprar um anel cuja pedra era conhecida como olho de tigre. A joia era linda, mas um amigo de Valentino alegou ter tido uma visão do ator morrendo logo após de ter contato com o anel. Depois de seis anos, o ator faleceu, enquanto sua namorada, Pola Negri, que usou o anel tempos depois, ficou gravemente doente e cheia de sequelas, Não suficiente, o  ator Russ Colombo, que interpretou Rudolph Valentino em uma Filmografia e precisou usar o anel, foi assassinado. Depois disso, Joe Casino adquiriu a joia e resolveu guardá-la, alegando que só usaria depois que o feitiço fosse desfeito. O homem esperou anos até colocar no dedo e morreu uma semana depois. Desde então, o item está desaparecido.

0 comentários: